Se todo mundo virasse vegano, o planeta não seria como o jornalista da Mundo Estranho especula

sábado, 16 d dezembro d 2017 às 14:00

Matéria respondida Mundo Estranho

Resposta à matéria intitulada “E se todo mundo virasse vegano?”, divulgada no site da revista Mundo Estranho

No final de novembro de 2017, o site da revista Mundo Estranho divulgou uma resposta, em forma de reportagem, à pergunta “E se todo mundo virasse vegano?”. Nessa matéria, aparecem alguns duvidosos pontos positivos intercalados por supostos aspectos muito negativos, especulados para acontecer se o mundo todo se tornasse vegano “da noite para o dia”.

Só que essa matéria comete vários erros, falácias e omissões, na tentativa de descrever um futuro um tanto distópico. No final das contas, ela falha severamente e nada mais é do que uma especulação baseada num achismo, de alguém que não é vegano nem procura estudar como o mundo vai abraçar a ética dos Direitos Animais.

Se você é vegan e se assustou com essa matéria, ou não é e está achando que “o veganismo então não é algo tão bom assim para o mundo”, então convido você a ler esta resposta vegana à Mundo Estranho.

Read More

Você, vegan, ainda sente desejo por alimentos de origem animal? Saiba como se livrar desse mal constrangedor

quinta-feira, 14 d dezembro d 2017 às 11:00

Homer Simpson desejando pizza

Obs.: Este artigo é especificamente para vegans. Se você ainda não é vegan, lhe recomendo toda esta categoria de artigos e este livro para você compreender por que aderir ao veganismo é uma necessidade urgente para os animais e o planeta.

Essa situação tem acontecido com você?

Você está numa boa, fazendo seu trabalho, ou estudando, ou conversando com os amigos. Ou então, está na cozinha enquanto seus pais ou irmão preparam uma carne ou assam um queijo.

Aí, de repente, dá aquela saudade do gosto da carne vermelha dos churrascos, ou das carnes de aves e peixes fritas no óleo, ou daquele queijo que você comia até uns meses ou anos atrás, ou da pizza de calabresa com mussarela…

Junto com essa saudade, vem um desejo de comê-la novamente. E então você se lembra que não deve se render a essa tentação, pois é vegano ou vegetariano e jurou nunca mais pagar consentidamente pela exploração animal.

Só que, mesmo com esse compromisso ético, continua voltando aquela vontade de consumir esses produtos. Sua convicção ética é frequentemente posta à prova diante de velhas demandas do corpo.

Read More

Conheça a enorme importância das hortas urbanas e saiba como construir e manter uma

segunda-feira, 4 d dezembro d 2017 às 11:30

Horta urbana

Foto: Vinasocial/Creative Commons

Gratidão a Jorge Caronte pela sugestão da pauta. Sugira você também sua pauta para um ou mais futuros artigos (não inclui notícias e eventos)

Existe uma maneira de você, por meio de uma instalação relativamente simples em sua casa, apartamento ou comunidade, economizar parte do dinheiro gasto com alimentação, aliviar a demanda por terras agrícolas, cultivar a democracia na sua cidade e reforçar a luta vegana pelos Direitos Animais e pela sustentabilidade.

Falo aqui da criação e manutenção de hortas urbanas. Algo que vem para revolucionar – em diversos sentidos possíveis – a vida nas cidades e sua alimentação.

Conheça, por meio deste artigo, mais sobre o quanto é importante, para não dizer decisiva para o futuro da humanidade, a disseminação desse meio de cultivo de vegetais.

Read More

12 argumentos em que antiveganos “de esquerda” se igualam aos reacionários da direita

quinta-feira, 30 d novembro d 2017 às 11:00

especista de esquerda 81

O antiveganismo é um preconceito cada vez mais repudiado, até mesmo pelos próprios não veganos.

Só que ele continua forte entre muitas pessoas com as mais diversas posições e opiniões políticas – da direita mais reacionária à esquerda que mais se diz “revolucionária” e “radical”.

Nesse contexto, algo muito curioso acontece: os antiveganos que se dizem “de esquerda” partilham da mesma atitude de preconceito e zombaria contra o veganismo e os Direitos Animais que os direitistas não veganos. Ambos se colocam com uma posição conservadora e autoritária, quando não ultraconservadora e supremacista, em se tratando de desprezar os animais não humanos e o impacto ambiental da exploração animal.

E o pior: costumam utilizar os mesmos argumentos. É assim que pessoas de esquerda que se autorrotulam como “revolucionárias” e “sonhadoras” na defesa de um mundo melhor para os humanos acabam se comportando de maneira reacionária e, assim, inviabilizando esse futuro dos sonhos que dizem defender e conservando uma ordem de desigualdade moral, violências, injustiças e destruição ambiental.

Convido você a conhecer melhor uma parte do que essas pessoas costumam argumentar contra o veganismo e a defesa dos Direitos animais e a saber como responder o preconceito delas. Leia, logo a seguir, a refutação de 12 argumentos que elas usam de maneira absurdamente semelhante aos conservadores de direita.

  Read More

O que o problema moral de comer carne de cachorro nos ensina sobre o bem-estarismo

segunda-feira, 27 d novembro d 2017 às 11:00

Cachorro no fogão, carne de cachorro

Os defensores do “bem-estar animal” aceitariam criar cães para que “fornecessem” carne?

No seu livro Por que amamos cachorros, comemos porcos e vestimos vacas: uma introdução ao carnismo, ao começar a explicar seu (polêmico) conceito de carnismo, Melanie Joy nos pede para imaginar a seguinte situação.

Imagine que, num jantar de uma reunião de família, a pessoa que está servindo a refeição distribui pratos de carne para as pessoas comerem, incluindo você.

Aí você sente água na boca com aquela carne assada no prato, uma vontade forte de comê-la logo… Até que a pessoa diz que se trata de carne de cães da raça Golden Retriever.

Como diz a gíria, você imediatamente dá um ré e pensa: “Peraí, carne de cachorro? Que maldade fizeram ao matar o cãozinho!”. Então desiste de comer o bife.

A pessoa que distribuiu as carnes na mesa Insiste que é carne de cães criados soltos, “muito bem tratados” e abatidos com método “humanitário”, proveniente de uma fazenda de canicultura “de corte” com diversos certificados de “bem-estar animal”. Mesmo assim você se recusa a comer a carne daqueles cães que foram, segundo você tem convicção, injustificavelmente mortos num matadouro.

Read More

Conheça alguns segredos que a publicidade dos alimentos de origem animal esconde de você

quinta-feira, 23 d novembro d 2017 às 11:00

comercial de frango

Apelo a relações afetivas e datas comemorativas familiares: um dos abusos da publicidade aliada da exploração animal

A pecuária e a pesca, a indústria alimentícia e a publicidade abusiva formam uma união implacável. E isso influencia diretamente na sua vida.

Todos os dias você é bombardeado, seja na internet, na televisão, no rádio, na mídia impressa ou por meio dos anúncios espalhado pela cidade, por incontáveis propagandas de alimentos de origem animal e itens industrializados comestíveis que os contêm como ingredientes.

Esses setores querem que você consuma esses produtos, custe o que custar. Mas, diante desse titã capitalista, eu tenho a felicidade de dizer: você pode lhes dizer um sonoro não. E mais: pode ajudar os defensores dos Direitos Animais a vencê-los!

Convido você a adquirir um olhar crítico sobre a publicidade dos alimentos total ou parcialmente de origem animal, como esse ramo do capitalismo promove os mais diversos abusos para tentar conquistar e manter você como consumidor cativo dele e como você pode enfrentá-lo em nome de um futuro melhor e mais livre, ético, sustentável e saudável.

Read More

Vegetarianismo: conheça a alternativa alimentar que salvará você de comer insetos e ratos no futuro

segunda-feira, 20 d novembro d 2017 às 17:30

Você não precisará comer insetos

Imagine um futuro assim, para daqui a umas duas ou três décadas.

Os meios de comunicação de massa da época transmitem propagandas e programas de receitas envolvendo… insetos, larvas, ratos.

Argumentam que a pecuária esgotou a capacidade agrícola do mundo, e a pesca acabou com toda a população de peixes, crustáceos e moluscos “comestíveis” dos oceanos e mares. Alertam que, se a humanidade quiser continuar existindo, precisa obter proteína animal de animais bem menores do que os mamíferos, aves e peixes.

Então, tentam convencer você a se livrar do nojo e da repulsa do ato de comer insetos e ratos, a enxergar esse consumo como algo “saboroso” e “nutritivo”.

Asqueroso, talvez até distópico, esse cenário – tanto gastronômico quanto ambiental -, né mesmo? Deve lhe dar uma sensação perturbadora ter que comer “isso” no futuro.

Pois é isso que diversos noticiários estão anunciando para o nosso futuro: que “teremos” que comer esses animais para não passar fome, num futuro de meio ambiente deteriorado.

Mas acalme-se, porque tenho uma notícia muito boa: já existe hoje uma alternativa de alimentação que poupará você de ter que comer esses animais. E é uma opção muito mais ética, saudável e sustentável.

Convido você a conhecer que opção é essa neste artigo, que fará você se sentir aliviado, confortado e até otimista em relação ao futuro alimentar da humanidade.

Read More

7 maneiras de verificar se aquele texto ou vídeo antivegano é confiável ou fala apenas lorota

quinta-feira, 16 d novembro d 2017 às 11:00

Lorota

Descubra neste artigo como identificar artigos e vídeos antiveganos que falam apenas logro. Obs.: Você descobrirá, sem grandes dificuldades, que TODOS os conteúdos antiveganos acabam se encaixando no que este texto denuncia como lorota

A internet está cada vez mais repleta de textos e vídeos de gente que argumenta contra o veganismo.

Em muitos desses materiais, seus autores afirmam ter “embasamento científico” para argumentar, por exemplo, que o vegetarianismo é uma dieta alimentar “perigosa” que “mata crianças” e que o veganismo é uma ideologia essencialmente “fanática” e um “privilégio de gente endinheirada”.

Mas vale mesmo refletir sobre o que esses conteúdos têm a dizer? Ou eles estão falando nada além de lorota?

Conheça, neste artigo, sete maneiras de verificar se aquele texto ou vídeo antivegano tem alguma parte sobre a qual se merece refletir ou se é pura bobagem pseudocientífica e falaciosa.

Read More

Saiba a verdade sobre o argumento da “cadeia alimentar” usado como justificativa para comer carne

segunda-feira, 13 d novembro d 2017 às 11:00

Antivegano e o topo da cadeia alimentar

Exemplo de antivegano que usa o argumento da “cadeia alimentar” para justificar seu consumo de carne

Um argumento é utilizado há décadas por muitos que tentam justificar não serem veganos ou vegetarianos: o de que o ser humano “precisa” comer carne por ser “o topo da cadeia alimentar”.

Mas esse argumento faz sentido mesmo? Existe realmente uma cadeia alimentar natural e inescapável que obriga os seres humanos a comer carne e lhes dá o título de “majestade do reino animal”?

Convido você a saber a resposta neste artigo, que fará você pensar na realidade sobre a alimentação humana e na escolha que essa crença acaba escondendo de você.

Read More

Retribua meu trabalho me apoiando através do APOIA.se

terça-feira, 31 d outubro d 2017 às 11:00

Apoie meus trabalhos via Padrim

Atualizado em 16/11/2017, voltando para o APOIA.se depois de uma experiência frustrante (design bugado das páginas das campanhas e total falta de resposta por parte do serviço a reclamações sobre o bug em questão) no Padrim

Você gosta muito do meu trabalho no Veganagente, no Consciencia.blog.br, nas minhas colaborações para o Voyager e no meu livro Veganismo: as muitas razões para uma vida mais ética?

Quer expressar sua gratidão e ganhar recompensas que vão levar seu conhecimento às alturas?

Então você tem a opção de se tornar um apoiador dos meus trabalhos de conscientização com financiamento recorrente através do APOIA.se. Conheça minha página de campanha de financiamento recorrente e me ajude a construir um trabalho ainda mais robusto.

Read More