miniatura-#20

O vídeo do Canal Veganagente publicado hoje é uma resposta a um vídeo do canal Pura Eco TV. O vídeo respondido traz argumentos carnistas como a ausência de relação entre alimentação humana e ética e a “necessidade” de o ser humano consumir tudo aquilo que “o corpo pede”. Isso sem falar na transmissão de uma ideia de veganismo que claramente induz a erro quem assiste.

O que as vlogueiras argumentam deixam a entender que não haveria nada de errado e condenável em comer carne de cachorro espancado até a morte, já que o corpo estaria psicologicamente “pedindo” por essa carne – supondo-se que carne bovina “feliz” não suprisse esse “pedido” do corpo – e ética e alimentação humana não teriam nenhuma relação.

Assista à resposta logo abaixo, ou direto no YouTube:

Links referenciados:

Documentários sobre a problemática ética na alimentação:
A Engrenagem
A Carne É Fraca
Terráqueos

Textos que problematizam o consumo de alimentos de origem animal:
Por que laticínios, ovos e mel são tão “alimentos vegetarianos” quanto frango e peixe
“As pessoas têm o direito de comer carne, frango e ovo”: por que discordo totalmente dessa frase de Dilma
Piers Morgan, goleadas no futebol não são matadouros. Matadouro é algo muito mais sério
Existem soluções que tornem ético o consumo de alimentos de origem animal?
30 perguntas a quem (ainda) consome alimentos de origem animal

Não é que vegans “não podem” consumir produtos não veganos. O fato é que não querem, não acham correto e não precisam

80% da soja produzida no Brasil vão para a pecuária e 15% são convertidos em óleo e gordura vegetal, restando cerca de 5% para todos os derivados de consumo humano direto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*