Compartilhar conhecimento é vida!

Você tem relutado em difundir o veganismo e a bandeira dos Direitos Animais? Tem vivido esse modo de vida de maneira apenas individualizada?

Então eu quero convidar você a conhecer quatro importantes razões para você modificar essa atitude e começar a divulgar o seu modo de vida para o máximo possível de pessoas – de maneiras inteligentes e em ocasiões pertinentes, é claro.

Saiba aqui os vários porquês – parte deles excelente para a sua própria vida – de você começar a fazer esse esforço de promover conscientização.

As quatro razões para você começar a difundir o veganismo o quanto antes

Frangos explorados
Eles precisam de você!

1. Você ajudará a trazer o dia da libertação animal mais para perto

Sabe a grande meta da prática do veganismo e da defesa dos Direitos Animais, que é a abolição do especismo e a libertação dos animais da exploração humana?

Pois bem, você estará nos ajudando importantemente a trazer mais para perto o sonhado dia em que ela será alcançada.

Pense que, graças à sua influência direta ou indireta, um número crescente de pessoas se tornará vegano, ou pelo menos vegetariano.

Ou, no mínimo, sai do estado de desconhecimento total sobre a causa e começa a ter uma noção básica do que nós defendemos e como vivemos. Em ambos os casos, será fantástico!

Portanto, ajude o movimento vegano-abolicionista a conquistar cada vez mais mentes e corações. E você estará contribuindo para que os anos que faltam para o especismo ser erradicado do planeta, ou pelo menos perder o poder econômico e cultural que o sustenta, diminuam cada vez mais.

2. Você ajudará a tirar muitas pessoas da ignorância sobre o que o veganismo é e defende, e diminuirá o preconceito da população sobre esse modo de vida

Como eu falei mais acima, sua ajuda é muito importante mesmo que você não consiga, por um tempo, “converter” onívoros e protovegetarianos em veganos.

Você poderá, pelo menos, ajudar muitas pessoas – dezenas, centenas ou até milhares – a ouvirem falar pela primeira vez desse tal de veganismo, que tem ocasionalmente aparecido na mídia.

E o melhor, por meio de sua influência, elas saberão o que o veganismo é de verdade. Ou seja, que não é uma dieta, uma moda, um estilo de vida individualista ou algo baseado em crenças espirituais.

E tomarão conhecimento do que são os Direitos Animais e os porquês de os animais não humanos merecerem direitos, entre eles a liberdade e a não submissão à dominação proprietária humana.

Isso também é essencial para o mundo se tornar vegano com a sua ajuda. Afinal, saber o que é o veganismo é extremamente fundamental para alguém se tornar vegan no futuro.

Restaurantes veganos em São Paulo
Alguns restaurantes veganos de São Paulo, que hoje tem o maior mercado vegetariano da América Latina

3. Quanto mais vegans na sua cidade, mais opções veganas o mercado local disponibilizará – e mais restaurantes e lanchonetes veganos sua cidade terá num futuro próximo

Sua ajuda em difundir o modo de vida vegano e a bandeira dos Direitos Animais não só é fundamental para libertar os animais, como também beneficiará fundamentalmente você.

Essa conclusão é fácil de se chegar quando você percebe que, quanto mais vegans, vegetarianos e protovegetarianos habitam sua cidade, maior será a demanda mercadológica por locais com opções veganas para se comer.

Por tabela, mais restaurantes, lanchonetes, pizzarias e bares totalmente vegetarianos, livres de alimentos de origem animal, serão abertos perto de onde você mora. Isso se mostrou uma poderosa verdade em cidades como São Paulo.

Lá, milhões de pessoas que ou não consomem mais nenhum alimento de origem animal, ou simpatizam fortemente com a culinária vegana, influenciaram a ascensão do maior mercado vegano e vegetariano da América Latina.

Portanto, se você padece hoje da carência de lugares para comer fora, ponha a mão na massa e ajude seus conterrâneos veganos e vegetarianos a lutarem pela libertação animal. Porque isso será ótimo para você também.

4. Sua atuação poderá ter até um efeito cascata, favorecendo o aparecimento de grupos locais de ativismo vegano-animalista com sua participação e/ou influência

Além de influenciar o crescimento da população vegana e vegetariana local, você também poderá influenciar o surgimento de grupos ativistas e ONGs locais de defesa dos Direitos Animais e do veganismo.

E o melhor, poderá participar influentemente de algum deles e, como membro de grupo ativista, terá seu poder de trazer mais pessoas para a causa multiplicado.

Afinal, ativistas vegano-abolicionistas são muito mais poderosos quando trabalham juntos.

Conclusão

Nos ajude a difundir o veganismo
Nos ajude a difundir o veganismo, e você verá isso acontecer muito mais vezes

Se você ainda é um vegano individualista, recomendo enfaticamente que nos ajude a divulgar a causa vegano-animalista.

Os animais dependem de você, não só como pessoa que não consome nenhum produto de origem animal e boicota empresas que testam em animais e/ou patrocinam entretenimentos especistas. Mas também como ativista propriamente dito e formador de opiniões conscientes.

Faça isso, e tanto os animais como os demais veganos e vegetarianos e você mesmo sairão ganhando muito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*