o que é o especismo

O que é o especismo, essa palavra que muitos veganos têm mencionado tantas vezes nos últimos tempos?

Saiba, com este artigo, a resposta a essa pergunta, e você provavelmente irá enxergar de outra maneira a forma com que você trata os animais não humanos.

O que é o especismo?

Como eu defino nesse artigo [grifos daqui]:

O especismo é o preconceito por espécie animal, segundo o qual os animais não humanos seriam seres inferiores em comparação com os humanos, e que animais de algumas espécies seriam “menos inferiores” que os demais.

Assim como todos os demais preconceitos, ele promove a injustiça convertendo diferenças em desigualdade moral e motivo para discriminação, dominação e violências diversas.

O especismo costuma ser defendido, por exemplo, quando a pessoa defende que os animais “não merecem direitos”, ou diz que a “cadeia alimentar” nos coloca como “superiores”, ou fala que é “justo” que animais sejam sacrificados para salvar ou alimentar vidas humanas etc.

Esse preconceito acaba sendo refletido não só por opiniões, mas também por ações. E ações extremamente cruéis, como a pecuária, a pesca, os rodeios, o aprisionamento de animais em zoológicos e aquários, a experimentação científica em cobaias etc.

Afinal, essas atividades são realizadas tendo-se como premissa de que nós humanos, por sermos “superiores” aos animais não humanos, temos o direito de usá-los e matá-los como bem quisermos.

Por que é preciso combater o especismo

Experimentação animal, uma prática de especismo
Experimentação animal, uma prática de especismo

No artigo maior sobre especismo [grifos daqui], escrevi:

[…] os animais que os humanos exploram são tão sensíveis à dor, ao sofrimento e a emoções positivas e têm tanto desejo de continuarem vivos e inteiros quanto os humanos. Isso basta para que eles mereçam ser respeitados como moralmente iguais a nós.

E qualquer tentativa de minimizar a necessidade de respeitar os seres que têm senciência e vontade de viver bem implica numa nefasta crença: a de que não temos obrigação ético-moral de nos preocupar com o sofrimento alheio, nem com a liberdade de quem pode e quer viver livre, nem com respeitar quem merece respeito. E essa crença é o que abre as portas para grande parte, senão a maioria, dos males e atrocidades da humanidade.

É por isso que você precisa tomar conhecimento e consciência sobre o especismo e saber como se livrar desse preconceito. Ser especista é necessariamente cair em contradição com tudo aquilo que você aprendeu sobre os valores da ética e da moralidade ao longo de sua vida.

Conclusão

Agora você sabe o que é o especismo e o quanto ele é nefasto, tanto sob a forma de opinião quanto sob a de atividade de exploração animal.

Sabendo disso, você agora tem uma missão: conhecer e considerar o veganismo e nos ajudar a tornar este mundo um lugar melhor para os animais não humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*