Post do feedback: o que você acha do Veganagente?

feedback

Obrigado a você que lê o Veganagente e veio com a curiosidade sobre como trazer uma opinião sobre o blog e a vontade de dar essa contribuição.

Este post é um espaço onde você pode dar seu feedback e ajudar o blog a melhorar cada vez mais.

O que você acha deste blog? Gostou dele? Tem algo que você mudaria ou melhoraria nele? Aprendeu algo com o conteúdo postado? Tem sugestões?

Deixe nos comentários deste post seu feedback sobre o blog. Sua opinião poderá contribuir bastante para a constante evolução deste espaço. Agradeço desde já seu comentário, caso ele respeite as regras de comentários.

Eis algumas sugestões de perguntas que você pode responder com sua opinião:

– Você gostou do visual do blog? Ou tem algo nele que precisa melhorar?
– A linguagem usada nos posts cativa quem lê? Ou parece desinteressante e monótona?
– O blog se mostra desnecessariamente agressivo contra os antiveganos e os não veganos?
– Os artigos de opinião estão prolixos ou têm tamanhos adequados para o que pretendem transmitir?
– Você doaria alguma quantia para o autor do blog como retribuição pelo tempo e esforço investidos aqui?
– Você se sente confortável ao navegar pelo conteúdo do blog?
– A linguagem do layout do blog (caixa de comentários, apresentação dos posts etc.) é convidativa ou muito fria?
– Que tipo(s) e tema(s) de conteúdo você gostaria de ver por aqui?
– Considerando que o Canal Veganagente está interrompido e você assistiu a um ou mais vídeos dele, você tem alguma sugestão de melhorias para quando ele voltar à atividade?

Siga-me aqui

Robson Fernando de Souza

Autor dos blogs Consciencia.blog.br e Veganagente e do livro Veganismo: as muitas razões para uma vida mais ética. Formado em Licenciatura em Ciências Sociais (UFPE, 2016) e Tecnologia em Gestão Ambiental (IFPE, 2008). Adora Sociologia, meio ambiente, Direitos Animais & Veganismo e autoajuda.
Siga-me aqui

16 Comments on “Post do feedback: o que você acha do Veganagente?

  1. Gostei muito do blog,embora,devo confessar que sou também um vegano extremo,o que quero dizer, como célula A.L.F. não sou muito fã de pessoas,não entenda mal,e concordo em partes sobre o que escreveram de Brigitte,como alguns europeus,todos racistas.Deixando esses aspectos que são irrelevantes,ser vegano não significa ser perfeito,acho que deveriam focar mais nas ações e não nas particularidades,alias procure saber sobre os dirigentes da PETA,e verão que a Brigitte não é a pior das pessoas.Um abraço.E desculpe me ponto de vista,gostei daqui.

    • Obrigado, Luis =)

      Mas eu acredito que vale denunciar aquelas pessoas que dizem “amar” os animais e “lutar por eles” mas têm um enorme ódio contra seres humanos e principalmente contra minorias políticas. Isso ajuda a amadurecer o movimento vegano-abolicionista, desmontar incoerências e fazer o abolicionismo realmente dar certo.

  2. Eu gosto muito, tanto do blog quanto do canal no youtube.
    Percebo que o Robson possui ideias coerentes, centradas no veganismo e faz um blog diferente da maioria dos blogs que temos sobre esse assunto. Invés de simplesmente divulgar notícias e informações, mostra os erros nessas notícias e informações, detalhes no meio da reportagem que mostram que a ideia não é assim tão abolicionista e acho isso muito importante para os direitos animais. Também compartilho da mesma visão política e acho que esse é um ponto importante pouco discutido em outros sites de veganismo (acredito que os demais não querem tocar nesse assunto com medo de perder seguidores que discordem de sua posição, afinal, sabemos muito bem que tem muitos por aí que querem mais o status do que de fato contribuir com a causa). Assim, pode-se dizer que os demais blogs são para quem está iniciando no veganismo enquanto que o Veganagente é para quem já é vegano e quer conhecer as outras faces dessa moeda.
    Entre as series regulares, a que eu mais gosto são os textos carnistas respondidos, mas também curto os outros dois.
    Quanto a doação para o autor, eu ajudaria, sim, dentro das minhas possibilidades, pois vejo que o autor é mesmo comprometido com a causa, tocando em feridas que a maioria faz questão de ignorar.

  3. Queria ver se o autor do blog vai responder as minhas cinco perguntas. Se ele defende os direitos dos animais, quero saber se, de fato, compreende-os. Estou aguardando as respostas.
    E detalhe: Considero as perguntas feitas como absolutamente básicas para quem pretende divulgar e militar na área ambiental.

    facto

    • Se suas tais cinco perguntas foram daquele comentário agressivo no post de pérolas carnistas, não se preocupe que elas não serão respondidas. Só respondo a quem realmente está disposto a debater e não a cuspir crenças amarradas e agressivamente defendidas sem chance de uma resposta amigável.

  4. Comentário depreciativo contra minha pessoa apagado. Se você veio pra promover ataques pessoais e argumentar de forma agressiva, não perca mais seu tempo aqui. Comentários agressivos não são respondidos, e se passam do limite, são apagados. E esse foi seu caso. Ataques pessoais são ainda menos tolerados por aqui. Portanto, se você não tem como contribuir de forma construtiva e decentemente dialógica, não é bem vindo a este blog. RFS

  5. Converso cumprida arrudeio da mulesta que faz a pessoa desistir, ainda nao pode desligar o som ou ir adiantando… um saco o que faz a pessoa se nao desistir achar que é enrolacao….

  6. Tenho uma duvida. Sou vegetariana a quase 1 ano porém sempre que digo as pessoas isso elas me vem com a seguinte frase: “vc sabe que é meio sem sentido, pq vc deixando de comer o não o boi vai continuar sendo morto”. Sempre dou em resposta um sorriso torto e uma resposta simples: “a escolha é minha”.
    Porém, nesses dias a frase vem me perturbando. Será que alguém com mais conhecimento no assunto do que eu poderia me dar uma luz? Me esclarecer a respeito desse assunto? Para que com melhor conhecimento do mesmo eu possa fornecer uma resposta sensata a tal frase quando dita??

    • Annie, responda que apesar de saber que a sua atitute não muda de imediato a situação, você não pode desistir de seus princípios por uma questão de coerência com si mesma e que entende que a maioria das pessoas prefira ficar na inércia já que é mais fácil estar do lado da maioria pois não é preciso se justificar. E além disso praticando suas convicções você fortalece os que querem mudar de opinião mas ainda tem medo. Continue forte e Go Vegan!

  7. Boa .
    noite!
    trabalho com alimentação, e gostaria muito de receber todas as receitas e orientações, sobre o assunto.
    sem mais,
    Elcione Almeida Cordovil

  8. O visual está ótimo. Não encontrei nenhum problema na linguagem, pelo contrário. Creio que o Veganagente não está sendo desnecessariamente agressivo com os antigevanos, não notei nada parecido com isso. Os textos possuem sim tamanho adequados. Sim, são ótimas séries de posts e eu particularmente tenho como série preferida a dos textos carnistas respondidos. Infelizmente não tenho sugestões. :S Vou doar sim, só não no momento, por conta de alguns problemas pessoais. Me sinto muito confortável sim. Eu acho convidativa, tanto é que sempre que eu tenho dúvidas, elogios ou algo parecido eu comento. O canal é ótimo, espero que futuramente tenham mais vídeos.

  9. Bom dia Robson.
    Estarei em Recife dias 3 e 4 de junho, para um casamento.
    Já conversamos pessoalmente em S Paulo. Conheço tua namorada e ir a algumas reuniões no Lar Vegetariano Vegan.
    Escrevo por aqui para não usar ferramentas online de determinadas empresas. Não acho seguro ativistas entregar-lhes de bandeja informações sobre suas vidas. É uma discussão que está quente no movimento pelo software livre.
    Escreve para mim sem ser pelos e-mails da G, H ou Y; ou conversamos via Telegram (aplicativo mais seguro que o W).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *