Retratação por indiretas desnecessárias em algumas postagens passadas

Desculpem-me, obrigado.

Quero, nesta postagem, fazer uma retratação por, em algumas postagens nos últimos anos, ter feito indiretas bastante desnecessárias para autores de determinados sites e páginas veganos brasileiros, em questões que não envolviam atitudes antiéticas da parte deles, mas sim pautas de postagens deles às quais eu dedicava simplesmente discordância.

Percebi, numa reflexão pós-meditação, que uma coisa é denunciar violações da ética – que, a saber, é a mesma para animais não humanos e seres humanos – e me indignar com estas. Outra é apontar como “atos reprováveis” ações e postagens das quais eu simplesmente discordava – não quero mencionar exemplos aqui para não dar pistas sobre a quem as indiretas se dirigiam.

Converter essa discordância numa briga entre o “certo” e o “errado” é por si só uma atitude eticamente duvidosa, queima pontes e só traz divisões no meio vegano-animalista brasileiro.

Tendo consciência disso, quero me retratar por essa atitude que ocorreu alguma vezes no passado, anunciar que estou procurando e apagando ocorrências de indiretas em postagens antigas e dizer que, a partir de agora, as únicas críticas a serem feitas no Veganagente e em sua página no Facebook que deem pistas para indivíduos específicos são de atitudes claramente antiéticas, que façam ou banalizem o mal a outros seres humanos e aos animais não humanos.

Espero, assim, ajudar a sarar eventuais feridas e mágoas que atitudes sectárias passadas tenham causado entre mim e outros autores e militantes.

E se você não gostou de alguma atitude minha, pode falar – desde que não destrutivamente. Sou uma pessoa aberta a críticas.

 

P.S.: Não estou aqui dizendo que vou desistir de promover o veganismo interseccional e parar de apontar incoerências nas atitudes ético-morais dos veganos anti-humanistas. Isso será feito, a partir de agora, com críticas que sirvam a grupos inteiros de opositores da interseccionalidade, e não indiretas a um ou outro indivíduo ou entidade.

Robson Fernando de Souza
Siga-me aqui

Robson Fernando de Souza

Autor dos blogs Consciencia.blog.br e Veganagente e do livro Veganismo: as muitas razões para uma vida mais ética. Formado em Licenciatura em Ciências Sociais (UFPE, 2016) e Tecnologia em Gestão Ambiental (IFPE, 2008). Adora Sociologia, meio ambiente, Direitos Animais & Veganismo e autoajuda.
Robson Fernando de Souza
Siga-me aqui




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *