Buffet de self-service. Foto: Soluções Industriais

Muitos vegetarianos e veganos ainda não sabem, mas na grande maioria dos restaurantes self-service não vegetarianos é possível almoçarem com fartura.

Você ainda não sabe como? Então leia este artigo e siga a dica que eu dou, e seu almoço em diversas situações se tornará muito mais apetitoso.

O “segredo” para almoçar bem num self-service não vegetariano

A dica que eu dou aqui é: conte com a diversidade de leguminosas, grãos, verduras e legumes do buffet.

Geralmente você encontra nesses lugares uma opção de feijão sem carne, arroz branco, milho verde, alface, tomate, cebola, cenoura ralada, beterraba ralada, macarrão (você precisará perguntar aos cozinheiros se a massa leva ou não ovos), azeitona, ervilha, azeite etc.

Ou seja, dá para comer muito bem, apesar de bem dificilmente ter um substituto culinário da carne (como seitan ou bolinhos de soja) à disposição.

Você consegue nutrientes bastantes e encher a barriga nesses lugares, mesmo eles não tendo a intenção de incluir o público vegetariano e vegano.

Uma dica extra

No restaurante aonde você vai, você pode conversar com o gerente ou dono dele para ele considerar incluir opções manifestamente veganas que sirvam como alternativas às carnes, como tofu em fatias, proteína texturizada de soja refogada, bolinhos de PTS e/ou de arroz, empanados de berinjela etc.

Faça isso uma vez em cada restaurante aonde você for, e você estará contribuindo para compor uma demanda vegana e vegetariana de que até então esses recintos não tinham tomado conhecimento.

Conclusão

Conte com a diversidade de componentes que o buffet desses restaurantes oferece.

Você vai matar a fonte e satisfazer muito bem o seu paladar mesmo numa cidade onde ainda não há restaurantes vegetarianos e veganos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*