Ler rótulos: não é difícil ser vegano
Ler os rótulos do que você compra é essencial para você ser vegano

Muitas pessoas costumam dizer, com toda convicção: “Mas ser vegano é muito difícil!”

Para a felicidade de quem tem o interesse de se tornar vegano, eu respondo: é muito mais fácil e simples do que se acredita.

Saiba como é descomplicado aderir a esse modo de vida que cresce e ganha milhares de adeptos ao redor do mundo todos os dias.

Como é descomplicado ser vegano

Você deseja ser vegano? Se sim, saiba como iniciar esse modo de vida:

  1. Elimine os alimentos de origem animal de suas refeições, substituindo-os por uma alimentação vegetariana bem equilibrada;
  2. Retire também aqueles alimentos industrializados que contêm algum ingrediente de origem animal, substituindo-os por marcas alternativas que não possuem nenhum componente do tipo;
  3. Substitua os produtos não alimentícios não veganos – ou seja, que contêm algum ingrediente de origem animal e/ou são fabricados por empresas que testam em animais – por veganos – que não contêm ingredientes de origem animal e são feitos por empresas que não testam ou pararam de testar em animais. Quando são produzidos por grandes ou médias empresas, não há muita diferença entre o preço de produtos veganos e o de não veganos;
  4. Leia os rótulos de tudo que você compra, para verificar se não há nenhum ingrediente de origem animal e quem é o fabricante;
  5. Consulte listas de empresas que testam ou não testam em animais, como as da PETA e do Projeto Esperança Animal;
  6. Se aquela empresa patrocina rodeios, vaquejadas, parques aquáticos com animais ou outras formas de exploração animal com fins culturais, boicote-a também;
  7. Continue não indo a rodeios, vaquejadas, touradas, rinhas de animais, zoológicos e aquários públicos, não comprando animais domésticos e não aprisionando aves em gaiolas e peixes em aquários.

Seguindo esses sete passos, você já pode se considerar vegano.

Conclusão

Não há complicação em ser vegano. Basta você seguir esses passos e já pode ser tido como um opositor do especismo.

Experimente desde já adotá-los em sua vida, e você só terá benefícios a colher – para você mesmo e para o mundo.

2 comments

  1. Olá Robson. Procuro deixar de me alimentar de produtos de origem animal desde o final de 2018. Só que por vezes acabo consumindo algum alimento que contém derivado animal por engano. Agora descobri uma lista imensa de ingredientes que não fazia idéia que pudesse ter algo originado de animais lá. Fico bastante frustrado quando isso acontece. O que é aconselhado para melhorar essa situação? Já te agradeço.

    1. Oi, José Everson =)
      Se essa lista a que vc se refere é aquela imagem antivegana “Produtos à base de gado”, esse artigo antigo mostra que existem alternativas veganas pra grande maioria dos produtos não veganos:
      http://veganagente.com.br/onde-esta-a-ilusao-resposta-a-imagem-produtos-a-base-de-gado/

      Se não foi essa, vc pode me dizer qual lista vc viu? Sabendo qual foi essa lista, vou poder te responder com mais propriedade. =)

      Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*