Imposição alimentar para crianças, uma "queixa" carnista muito frequente.

De vez em quando, carnistas vêm acusar os vegetarianos e veganos de estarem “impondo sua ideologia” às crianças, através do condicionamento delas a uma dieta livre de alimentos de origem animal (ou simplesmente livre de carne, no caso de pais ovolactovegetarianos). Segundo eles, estamos “violando a liberdade alimentar” dos nossos filhos, impedindo-os de “escolher” o que querem comer. Então dirijo algumas perguntas aos carnistas que nos dirigem tais acusações.

Caros antivegetarianos, nos respondam:

1. Vocês permitem a seus filhos, mesmo muito pequenos, escolher livremente o que querem comer? Acreditam que crianças de quatro ou cinco anos de idade têm discernimento e conhecimento de Nutrição para selecionar os alimentos que desejam e os que rejeitam? Ou vocês fazem o que nós fazemos – impor aos pequeninos o perfil alimentar que os pais acreditam ser o melhor para eles?

2. Como vocês fazem para convencer seus filhos de que é bom consumir alimentos de origem animal? E o que faz esse convencimento ser mais válido do que o convencimento vindo de pais veg(etari)anos?

3. Se seus filhos crianças decidirem se tornar vegetarianos, o que vocês vão fazer em relação a isso?

4. Como vocês provam que a alimentação vegetariana é perigosa para crianças, enquanto uma alimentação onívora rica em resíduos de hormônios, antibióticos, pus, salmonela e outros ingredientes bizarros não o é? Não vale falácia de apelo à autoridade.

5. Se impor uma alimentação veg(etari)ana é errado por ser uma “ideologia imposta”, o que dizer então do:
a) anticanibalismo?
b) anticarnedecachorrismo?
c) anticarnessilvestrismo? (proibição de comer carne de animais silvestres)
d) antivenenismo? (não consumo alimentar de veneno)
e) antissuinolactismo? (proibição de consumir leite de porca)
f) onivorismo/carnismo? (a alimentação mais comum, centrada em alimentos de origem animal culturalmente permitidos)
Também são ideologias cuja imposição é errada e deve ser abandonada em prol da liberdade alimentar?

Suas respostas ajudarão os veg(etari)anos a saber como lidar com esse dilema que vocês inventaram sobre imposição X liberdade alimentar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*