Vegetarianismo: conheça a alternativa alimentar que salvará você de comer insetos e ratos no futuro

Você não precisará comer insetos

Imagine um futuro assim, para daqui a umas duas ou três décadas.

Os meios de comunicação de massa da época transmitem propagandas e programas de receitas envolvendo… insetos, larvas, ratos.

Argumentam que a pecuária esgotou a capacidade agrícola do mundo, e a pesca acabou com toda a população de peixes, crustáceos e moluscos “comestíveis” dos oceanos e mares. Alertam que, se a humanidade quiser continuar existindo, precisa obter proteína animal de animais bem menores do que os mamíferos, aves e peixes.

Então, tentam convencer você a se livrar do nojo e da repulsa do ato de comer insetos e ratos, a enxergar esse consumo como algo “saboroso” e “nutritivo”.

Asqueroso, talvez até distópico, esse cenário – tanto gastronômico quanto ambiental -, né mesmo? Deve lhe dar uma sensação perturbadora ter que comer “isso” no futuro.

Pois é isso que diversos noticiários estão anunciando para o nosso futuro: que “teremos” que comer esses animais para não passar fome, num futuro de meio ambiente deteriorado.

Mas acalme-se, porque tenho uma notícia muito boa: já existe hoje uma alternativa de alimentação que poupará você de ter que comer esses animais. E é uma opção muito mais ética, saudável e sustentável.

Convido você a conhecer que opção é essa neste artigo, que fará você se sentir aliviado, confortado e até otimista em relação ao futuro alimentar da humanidade.

A palavra mágica para acabar com a ameaça de comer insetos e ratos

Vegetais, alimentos vegetarianos

O segredo para não ser coagido a comer insetos no futuro: ter uma alimentação baseada em vegetais

Há uma palavra mágica para afastar para sempre essa ameaça: vegetarianismo.

A saber, me refiro aqui, como vegetarianismo, à alimentação totalmente livre de componentes de origem animal, não simplesmente uma dieta sem carne.

A alimentação vegetariana é muito rica em praticamente todos os nutrientes possíveis. Apenas a vitamina B12 precisa ser obtida por suplementação – sendo que atualmente os próprios animais “de consumo” já recebem suplementos de B12 -, e a vitamina D deve ser sintetizada pelo corpo mediante banhos de sol.

Além de nutritiva, ela representa um universo inteiro de diversidade de pratos e ingredientes. São milhares de vegetais comestíveis ao redor do mundo, um número bem maior de receitas, e estima-se que sejam possíveis milhões de combinações de ingredientes. Nesse artigo, há uma pequena grande amostra de vegetais que podem ser consumidos in natura ou combinados em receitas.

E não bastando ser tão diverso, o vegetarianismo é, em média, mais saudável e sustentável do que qualquer dieta que leve algum produto animal. Em associação ao veganismo, salvará milhões de vidas humanas ao longo das próximas décadas e também poupará de desmatamento uma área do tamanho da extensão original da Floresta Amazônica.

 

No lugar da ameaça, o prazer alimentar e o triunfo da sustentabilidade

Desmatamento e pecuária nunca mais

Será assim, com uma alimentação vegetariana imensamente diversa e deliciosa, que acabará esse temor de muitos de ter que comer insetos, larvas e ratos mortos. A ameaça enojante dará lugar ao mais sublime prazer de comer pratos coloridos e muito saborosos de vegetais.

E o melhor disso tudo é que, como a criação de insetos e ratos em larga escala demandaria a constante alimentação desses animais com plantas e talvez animais ainda menores e isso representaria um impacto ambiental considerável, podemos concluir que o vegetarianismo é mais sustentável do que o hábito de comer esses animais.

No final das contas, você agradecerá aos céus pelos “veganos chatos” de hoje estarem livrando você da inaceitável possibilidade de ter refeições tão asquerosas e vomitosas.

 

Considerações finais

Comer insetos X comer vegetais

Então, se você teme um futuro em que Estados e empresas tentarão convencer você a todo custo a comer animais pequenos e nojentos, não há mais o que temer. Existe uma alternativa muito melhor, mais nutritiva, diversificada, saborosa, saudável, sustentável, agradável e, sobretudo, ética: a alimentação vegetariana – que será associada ao modo de vida vegano.

Essa sim será a alimentação do futuro. Um verdadeiro progresso na nutrição e gastronomia dos seres humanos. A chance de poupar a Natureza do pesado impacto ambiental da criação e captura de animais.

Então, não espere mais. Conheça já a culinária vegetariana, aprenda como obter seus nutrientes dos vegetais e ajude a calar quem vive ameaçando você com a possibilidade de mastigar e engolir insetos e ratos mortos para “não passar fome”.

Siga-me aqui

Robson Fernando de Souza

Autor dos blogs Consciencia.blog.br e Veganagente e do livro Veganismo: as muitas razões para uma vida mais ética. Formado em Licenciatura em Ciências Sociais (UFPE, 2016) e Tecnologia em Gestão Ambiental (IFPE, 2008). Adora Sociologia, meio ambiente, Direitos Animais & Veganismo e autoajuda.
Siga-me aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *